A MELHOR PARTE DE THOR RAGNAROK FOI ESCRITA POR UMA CRIANÇA


Thor: Ragnarok foi o último filme do Universo Cinematográfico Marvel a debutar no cinema este ano. Com a direção de Taika Waititi, o filme foi muito bem recebido pela crítica e pelo público. Antes mesmo de seu lançamento, o longa já era bem aguardado pela audiência. Por alguns vídeos divulgados, o espectador sabia por alto o que esperar da produção, inclusive quais falas ficariam marcadas. Com Thor: Ragnarok isso aconteceu logo no primeiro trailer. Quando o Deus do Trovão é colocado em uma arena e obrigado a lutar com o melhor campeão do lugar, ele fica apreensivo pela enrascada que se encontra.
No entanto, toda a preocupação vai embora quando ele descobre quem é seu oponente: Hulk! Aliviado em saber que não precisaria lutar até a morte naquele local, ele grita de felicidade. Em seguida, se dirigindo ao Grão Mestre ele comenta: "He"s a friend from work!" (Ele é um amigo do trabalho). A frase rendeu muito mais que o esperado e virou sensação entre os fãs. Contudo, ela não estava no roteiro original. De fato, ela foi acrescentada a pedido de uma criança.

Um pedido especial para Thor

Diversos filmes em Hollywood participam da iniciativa Make - A - Wish Foundation. O projeto permite que crianças com graves doenças visitem sets de gravação e possam realizar o sonho de conhecer seus ídolos. Em uma entrevista a Entertainment Weekly, o ator Chris Hemsworth revelou que a ideia da fala veio de uma das crianças que visitavam o local de filmagem. De acordo com o ele, a cena que estava em gravação era justamente a entrada de Thor na arena do Grão Mestre.
"Nós tivemos a visita de uma criança no set aquele dia por meio do Make - A - Wish. Ele então diz: "Sabe, você poderia dizer: "Ele é um amigo do trabalho"", conta Hemsworth. A ideia foi imediatamente aprovada por toda a equipe e usada na versão final. Assim como o filme, a frase foi um grande sucesso e também teve a aceitação do público geral.
fonte:fatosdesconhecidos.com

É ASSIM QUE OS EUA ESTÃO TENTANDO CRIAR "PLANTAS ESPIÃS"




Projeto Advanced Plant Technologies

Muitos dos nossos leitores devem estar pensando em plantas que "deduram" quando alguém faz alguma coisa errada na rua, certo? Mas diferente disso, a tal planta está sendo criada para fins mais importantes. No caso, é um sensor orgânico que monitora ameaças baseadas em "estímulos ambientais".
Mas como assim? O programa é voltado para identificar produtos químicos, agentes patogênicos, radiação e até sinais eletromagnéticos e nucleares. As plantas seriam monitoradas por satélites. Elas também poderiam ajudar comunidades a encontrarem minas terrestres não detonadas em conflitos. Genial ou não?
Blake Bextine, gerente do programa, disse o seguinte em um comunicado: "As plantas são muito sintonizadas com seu ambiente e manifestam naturalmente respostas fisiológicas a estímulos básicos, como luz e temperatura, mas também, em alguns casos, ao toque, químicos, pestes e patógenos."

Ele ainda firmou que "técnicas moleculares e de modelamento emergentes podem tornar possível a reprogramação destas detecções para uma grande gama de estímulos, que não apenas abririam novos fluxos de inteligência, mas também reduziriam riscos e custos com trabalhadores associados aos sensores tradicionais."
fonte:fatosdesconhecidos.com

7 PAPÉIS VERGONHOSOS QUE O ELENCO DE LIGA DA JUSTIÇA QUER ESQUECER



Por mais críticas que o filme da Liga da Justiça tenha, é inegável o talento do elenco. Não é por acaso que tantos atores e atrizes bem-sucedidos clamem por vestir as roupas dos super-heróis. Do veterano e consagrado Ben Affleck como Batman, até o novato Ray Fisher como CiborgueLiga da Justiça tem um elenco invejável.
Mas existe uma verdade inevitável na carreira de qualquer ator: não importa o quão bom você é, eventualmente você vai acabar fazendo um papel que não funciona. Isso é perfeitamente normal! Um fracasso ocasional faz parte da jornada de um bom ator. E, até os super-heróis sabem que é muito bom correr riscos!  Os atores da Liga da Justiça também já passaram por isso. Veja 7 papéis vergonhosos que o elenco de Liga da Justiça quer esquecer:

7 ATORES QUE FORAM SUBSTITUÍDOS POR MOTIVOS BIZARROS




A vida dos astros de Hollywood é mais parecida com a nossa realidade do que você imagina. Assim como em todo trabalho, os atores podem ser demitidos a qualquer momento nas grandes produções. Basta um pisão na bola para eles darem "bye, bye" ao seu papel. Eles são inicialmente lançados em um ótimo filme ou série de TV, mas algo acontece - talvez um olhar errado, ou diferenças criativas, ou problemas financeiros - e assim, eles são substituídos por outro ator.
É claro, existem as razões verdadeiramente escandalosas pelas quais um ator pode perder seu emprego - algo que hoje, estamos vendo com frequência nas notícias de Hollywood. Pensando nisso, veja 7 atores que foram substituídos por motivos bizarros:

1 - Crispin Glover - De Volta Para o Futuro

Todos recordamos com carinho de Crispin Glover como o pai de Michael J. FoxGeorge Mcfly, em De Volta Para o Futuro. Ao contrário do resto de seus companheiros de elenco, Glover não apareceu nos filmes sequentes da franquia porque ele recusou seu salário muito mais baixo.

2 - Harvey Keitel - Apocalypse Now

Achar um ator para assumir o papel de Capitão Willard, não foi tarefa fácil para o diretor Francis Ford Coppola. O escolhido foi Harvey Keitel depois de Francis se impressionar com a interpretação do ator em Caminhos Perigosos. Contudo, depois de semanas de gravações os dois já estavam discutindo. Harvey estava inconformado com a passividade de seu personagem e acabou sendo demitido. O ator Martin Sheen foi o escolhido para assumir o papel.

3 - Jamie Waylett - Harry Potter e as Relíquias da Morte

Quem leu os livros de Harry Potter sabe que o personagem Vicent Crabbe, amigo de Draco Malfoy, tem uma parte importante na batalha final. Então o que aconteceu com ele no filme? Em 2009, o ator Jamie Waylett foi preso por cultivar mocanha na casa da sua mãe em Londres, e se declarou culpado pelo crime. Depois, em 2011,ele participou de um arrastão e foi pego saqueando uma garrafa de champanhe.Jamie foi condenado a dois anos de prisão por transtorno violento. Que feio Crabbe!

4 - James Remar - Aliens, O Resgate


Depois de algumas semanas de gravações do filme Aliens, O Resgate (1986), o ator James Remar (Dwayne Hicks) foi demitido. Depois de anos, James admitiu que a causa da demissão foi por "um terrível problema com drogas", e que ele chegou a ser preso pela posse de drogas durante o período. Michale Biehn assumiu o papel.

 


5 - Kevin Spacey - Todo o Dinheiro do Mundo


Se você leu as notícias do último mês, sabe que a carreira de Kevin Spacey nunca esteve pior - e a culpa é toda dele! Depois de dezenas de acusações de assédio sexual, a Netflix decidiu demitir o ator da série House of Cards, na qual ele era o protagonista. Mas não parou por aí. O diretor Ridley Scott anunciou que Kevin foi demitido de seu próximo filme Todo o Dinheiro do Mundo, centrado no sequestro do neto de J. Paul Getty na década de 1970Christopher Plummer foi o escolhido do diretor para o papel.

6 - Megan Fox - Transformers 3

Megan Fox ficou conhecida como Mikaela Banes, interesse amoroso do personagem de Shia Labeof em Transformers: A Vingança dos Derrotados - até que ela se envolveu em um problema. Enquanto se preparava para a terceira sequência da franquia, a atriz foi demitida pelo diretor Michael Bay e pelo produtor Steven Spielberg depois que a atriz fez alguns comentários depreciativos sobre Michael. Em entrevista para uma revista britânica, Megan afirmou que o diretor "queria ser como o Hitler nos sets" e que ele era "um pesadelo para trabalhar". A atriz acabou sendo substituída pela modelo Rosie Huntington-Whiteley. Eita!

7 - Terrence Howard - Homem de Ferro 2

Terrence Howard foi James "Rhodey" Rhodes no primeiro filme do Universo Cinematográfico MarvelHomem de Ferro (2008). Mas na sequência do filme, James foi substituído por Don Cheadle, que continua interpretando o personagem até hoje. O motivo? Terrence afirmou que ganharia menos dinheiro em Homem de Ferro 2, devido à estrela em ascensão Robert Downey Jr.
Fonte:fatosdesconhecidos.com

7 REALIDADES DA VIDA DE UM CARCEREIRO NO BRASIL QUE NINGUÉM COMENTA


Embora possamos ter alguma ideia do que se passa dentro de uma penitenciária, nunca conseguiríamos imaginar de fato o que vivem as pessoas lá dentro. Constantemente vemos noticiários mostrando como é a vida dos presos e a que tipo de situação estão expostos. Lotação, comida ruim, falta de higiene, enfim... É uma situação realmente deplorável a que se passa em nosso país. No entanto, poucas são as vezes que enxergamos a situação com outros olhos. Por exemplo, como seria a vida de um carcereiro ali dentro?
Muitas vezes são vistos com maus olhos. Muita gente tende a acreditar que eles possuem associação com o crime e agem para os detentos. No entanto, são apenas pessoas comuns que precisam passar 8 horas por dia (ou mais) dentro de um local que oferece inúmeros riscos. É uma situação pouco explorada em nosso país, fazendo com que esses profissionais estejam expostos às mais diversas situações. Pensando nisso, separamos abaixo 7 realidades na vida de um carcereiro no Brasil que ninguém comenta.

1 - Não entram no presídio depois de determinada hora

Embora um carcereiro seja o responsável pela guarda dos presos, não é sempre que isso acontece ao pé da letra. Infelizmente, existem muitos presídios que são verdadeiramente comandados pelas organizações criminosas que se formam lá dentro. Os presos acabam tomando controle da situação e os carcereiros são impedidos de entrar no local a partir de determinada hora. Era uma situação bastante comum no Presídio Central de Porto Alegre, por exemplo.

2 - Perigos

Assim como acabamos de mencionar, existem prisões que são completamente dominadas pelos presos. É uma consequência da má gestão e do excedente número de detentos. Aconteça o que acontecer, teoricamente o carcereiro precisa estar dentro do presídio. Nesses casos, existem inúmeros perigos de algo definitivamente ruim acontecer. Infelizmente, é algo que acontece.

3 - Segredo

Um carcereiro no Brasil enfrenta diariamente realidades extremamente pesadas. Possuem experiências que nem somos capazes de imaginar. De acordo com o que Dráuzio Varella escreve em seu livro "Carcereiros", sobre relatos de um carcereiro: "É estranho ter consciência de que uma parte de sua experiência, logo a de maior conteúdo dramático, precisa ser mantida em segredo para não contaminar as relações com pessoas íntimas e avessas ao mundo da marginalidade".

 

4 - Solidão

Não é difícil imaginar que um carcereiro seja um pouco mais solitário. Passar por todo tipo de experiência e drama durante o dia e não poder compartilhar boas experiências com quem vive ao redor. Obviamente, existem os casos de exceção, no entanto, muitos preferem continuar guardando certos temas em segredo. Um deles, ainda no livro do dr. Dráuzio, diz que de alguma forma, sente que acabou se tornando mais solitário.

5 - Esquecimento

Mesmo que de forma involuntária, todos aqueles que ficam dentro de um presídio são esquecidos. Presos e funcionários. As pessoas tendem a querer distância de tudo aquilo que pode lhes fazer mal, e não é pra menos. No entanto, quem mais sofre com isso são os carcereiros, que acabam sendo enxergados com maus olhos perante a sociedade, enquanto precisam passar 8 horas por dia dentro daquele lugar, sem saber se conseguirão retornar pra casa.

6 - Conflitos

A cada novo dia dentro de um presídio, um carcereiro precisa enfrentar novos conflitos e dilemas. A rotina da cadeia em si é pesada e explosões de violência podem acontecer a qualquer momento. E o que fazer quando isso acontecer? Arriscar a própria vida na tentativa de amenizar a situação? Nessas horas, a vida que ele tem do lado de fora daquele lugar, as pessoas importantes para ele... Tudo isso vem na cabeça instantaneamente. O conflito é muito mais interno do que externo.

7 - E quando tudo fica em silêncio...

É normal que uma penitenciária permaneça em constante barulho, principalmente no Brasil, onde estão sempre lotadas. Os presos conversam, brincam entre si e quando tudo permanece dessa forma, é sinal de que o dia pode ficar calmo e terminar em paz. No entanto, a preocupação de um carcereiro começa assim que o barulho termina. Quando tudo fica em silêncio, é um sinal de alerta. De acordo com o que diz um trecho do livro de Dráuzio Varella, o silêncio é o prenúncio de uma tragédia.
fonte:fatosdesconhecidos.com
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...